terça-feira, julho 13, 2010

Exibicionismos à parte

No areal quente de uma praia algarvia um grupo de senhoras conversava animadamente. Como estava ainda distante não ouvi o que diziam mas, as revistas cor-de-rosa espalhadas sobre as toalhas, fizeram-me acreditar que falavam sobre o Ronaldo, o filho do Ronaldo e os doze milhões que o Ronaldo teve que desembolsar para ter esse filho.

Graças a uma das vozes que soou mais alto, percebi que, afinal, não era disso que estavam a falar. O que se comentava era a ideia (“genial e nunca antes vista”) da marca Code convidar pessoas a irem completamente nuas à sua loja no centro comercial Porto Gran Plaza. Como contrapartida, prometiam oferecer às primeiras vinte um conjunto de peças - vestuário e calçado - no valor de 250 euros.

Para além do picaresco da situação, a pergunta que dançava na minha cabeça era porque razão 17 homens e 3 mulheres se despiram de qualquer pudor e apareceram na loja como vieram ao mundo. Exibicionismo ou vontade de ganhar de borla umas roupitas janotas?

Provavelmente as duas respostas estarão correctas. Se por um lado, se sabe que 20% dos portugueses vivem abaixo do limiar da pobreza e que se não fossem as ajudas do Estado esse número passaria para os 40% (donde umas roupas novas vêm sempre a calhar), por outro, há por aí muita boa gente mortinha por dar nas vistas nem que para isso tenha que expor publicamente e sem constrangimentos as respectivas vergonhas.

Vá lá saber-se!

1 Comments:

At terça-feira, julho 13, 2010 11:52:00 da manhã, Anonymous Anónimo said...

"expor publicamente e sem constrangimentos as respectivas vergonhas."

Vergonhas terá o senhor. Eu não tenho nada de que me envergonhe.

 

Enviar um comentário

<< Home