sexta-feira, julho 16, 2010

Intranquilidade

O que aconteceu no BPN e no BPP e os rumores sobre o que se passa no BCP, embora os casos sejam diferentes uns dos outros, leva a que fiquemos preocupados com a segurança do nosso dinheiro depositado nos bancos. E a dúvida – legítima – sobre se corremos o perigo de podermos ficar sem o dinheiro angustia-nos.

Tanto mais que se soube que a agência de notação financeira Moody’s cortou o rating da dívida portuguesa em dois níveis (de Aa2 para A1) e o de oito bancos portugueses e que se tem ouvido falar nos últimos dias num tal “stress test” que foi feito aos 26 maiores bancos da Europa (os nossos maiores bancos incluídos).

Repito, as nossas dúvidas são legítimas. Temos receio que, de um dia para o outro, as coisas descambem e lá se percam as economias que tanto custaram a juntar.

Porém, é preciso ter calma. Em minha opinião não haverá motivos para tanta preocupação, embora saibamos que na vida tudo pode acontecer. Para já é preciso dizer que este “stress test” aos bancos constitui uma rotina e que, embora os resultados deste que foi feito agora não tivessem sido oficialmente divulgados, sabe-se já que a banca portuguesa é considerada robusta. E é bom, também, que tenhamos a consciência de que uma corrida aos bancos para levantar o que lá temos – vontade que já tenho visto e ouvido por aí – é a pior coisa que poderia acontecer. Aí sim, a situação poder-se-ia degradar.

Com os problemas que o país atravessa, com as angústias e ansiedades que daí decorrem, resta-nos ter esperança que esta crise – a exemplo de outras que já atravessámos – vai também ser superada. E nada melhor para levantar a nossa moral do que o humor. Como aquele que o cartoon que me foi enviado por e-mail revela: “Como os Bancos foram inventados”.

1 Comments:

At sexta-feira, julho 16, 2010 11:19:00 da tarde, Anonymous Vexata said...

Será que esta coisa dos "stress test" tem alguma coisa a haver com o stress das galinhas e dos banqueiros gordos, do lado de dentro do balcão ou é só para ver se o Zé se aguenta enquanto o gordo vai depenando as ditas ou os seus descendentes para melhorar a nossa média de frangos comidos?

 

Enviar um comentário

<< Home