terça-feira, novembro 27, 2007

Rogério Samora, o pedante!



Já por diversas vezes tenho aqui manifestado o meu apreço e o meu orgulho pelas proezas conseguidas por portugueses, quer no nosso país quer no estrangeiro, nas mais diversas actividades. Portugueses que se distinguiram pela sua qualidade e pelos quais eu sinto uma enorme admiração.

Pelo contrário, fico muito incomodado quando tenho conhecimento que outros portugueses também se distinguiram não pelas suas qualidades mas por atitudes arrogantes de quem se acha o melhor de todos, como aconteceu recentemente com o actor Rogério Samora.

Este senhor esteve duas semanas na Índia a gravar cenas de uma novela produzida por um dos nossos canais de televisão. No regresso, já no avião da British Airways que fazia a ligação Londres - Lisboa, o actor teve uma atitude completamente despropositada ao comentar em voz alta:

“Tantos portugueses, que nojo!…”


Claro que ele não estava a gracejar, o que já seria de muito mau gosto. E só se apercebeu da tremenda asneira que tinha cometido quando soube que tal “bojarda” tinha sido (bem) ouvida por jornalistas da RTP, SIC, Público, Diário Económico e Expresso.

Não podemos deixar passar em claro uma atitude como esta, ainda por cima vinda de alguém que tem nome na praça, que tem um currículo notável como actor mas que, como pessoa, manifesta uma clara deficiência de formação moral.

Samora é pedante e pretensioso e, como dizia Fernando Madrinha no Expresso,


"nunca é demais relembrar este triste episódio para vincar a pequenez de quem se julga… qualquer coisa”.




5 Comments:

At terça-feira, novembro 27, 2007 11:41:00 da manhã, Anonymous Euzinha said...

A sério? Eu até simpatizava com o homem...

 
At terça-feira, novembro 27, 2007 12:20:00 da tarde, Anonymous olavretni said...

Parece não haver dúvidas que aquele galã de pacotilha disse mesmo aquele disparate. Pois se até os profissionais de várias televisões e jornais assistiram àquela triste cena. E, pelo menos o Expresso, também criticou duramente aquele belo exemplar do Tuga nacional. Daqueles Tugas que me dão asco só de olhar para eles. Tanta arrogância repugna-me.

 
At terça-feira, novembro 27, 2007 5:50:00 da tarde, Anonymous provocador said...

Estive à espera até agora que mais alguém manifestasse a sua indignação sobre a distinta personagem mas, pelos vistos, está tudo de acordo que a cambada (os portugueses) é mesmo um nojo.

Se até nós pensamos desta maneira, do que é que andamos sempre a reclamar?

PS: Esta coisa dos PS’s dá muito jeito. É que já me esquecia de dizer que, para mim, o tipo é um pretensioso do caraças.

Mai Nada!

 
At terça-feira, novembro 27, 2007 7:05:00 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Ele disse nojo a referir-se a portugueses. Ele é português. Logo não me parece nada arrogante, antes pelo contrário, mostrou muita humildade e autocrítica.

 
At terça-feira, novembro 27, 2007 7:41:00 da tarde, Anonymous olavretni said...

Pois, deve ter sido isso ...

 

Enviar um comentário

<< Home