quarta-feira, janeiro 06, 2010

O Novo Acordo Ortográfico - Aviso

2010 foi o ano definido pelo Governo para o início do novo acordo ortográfico. Para se começar a escrever conforme o acordado, digo eu, muito embora me pareça que a maioria das populações dos vários países que assinaram o acordo, não faça a mínima ideia disso. Eu sei da intenção, mas desde já aviso que não tenciono cumpri-la, pelo menos nos tempos mais próximos. A não ser que qualquer inspecção (aqui já deveria ter escrito “inspeção”) do Ministério da Cultura a tanto me obrigue.


Mas estas mudanças escritas a que eu - felizmente em muito boa e numerosa companhia - tenho manifestado discordância, deviam ter sido iniciadas logo na primeira edição do Diário da República deste ano. Pois não foram. O texto do DR veio, todo ele, em português vernáculo, daquele que se usava no longínquo ano de 2009 e, portanto, cheio de erros ortográficos, face à nova realidade.


Penso que a confusão vai generalizar-se e os erros vão ser mais que muitos. O que, de resto, pode trazer até algum benefício. É que vai ser difícil saber quem é que dá erros de ortografia à luz do novo acordo ou, simplesmente, quem os dá porque nunca soube escrever correctamente.


Ao fim e ao cabo, há males que vêm por bem.