sexta-feira, março 16, 2012

Mais férias para quê?

Realmente os suíços são um povo diferente. Vejam lá que ainda há pouco se detectou que cerca de um terço da população activa do país sofre de "ansiedade e fadiga", um problema que poderia ser combatido com um maior período de férias.
Os sindicatos propuseram, então, que os trabalhadores passassem a gozar seis semanas de férias em vez das actuais quatro.

E, diferentes como são, foram logo a correr fazer um referendo para saber qual era a opinião dos cidadãos. O resultado foi inesperado: Os eleitores suíços rejeitaram por uma maioria de dois terços o aumento das suas férias anuais.

Especialistas consideram que a população deu ouvidos aos alertas do Governo e dos empresários de que mais férias iriam aumentar os custos laborais e colocar em risco a economia e que o voto mostra claramente que a população continua a focar-se na liberdade individual e na responsabilidade dos cidadãos.

Ah, estes suíços! Está-me cá a parecer que se o referendo fosse feito cá no burgo, a resposta seria bem diferente…