terça-feira, setembro 04, 2012

Populismos

Odeio pensar em política quando estou de férias. E fico danado ainda mais quando percebo que os políticos nos querem fazer passar por parolos, com ideias e discursos a roçar o popular, destinados, claro está, a “aproximarem-se” um pouco mais dos cidadãos votantes.

O Primeiro-Ministro Passos Coelho depois de há uns tempos ter chamado “piegas”aos portugueses e de ter exortado a rapaziada a emigrar, sentindo que o descontentamento dos cidadãos é cada vez maior, deu uma volta ao discurso político e vá de empregar termos mais amigáveis e populares, a ver se pega.

“Que se lixem as eleições, o que interessa é Portugal”, como afirmou, é uma excelente pérola de retórica que só pode impressionar os mais distraídos. A isto eu chamo populismo. Como dizia Daniel de Oliveira num texto que escreveu sobre este mesmo assunto, “Um bom Governo não sacrifica a sua reeleição em favor do país. Trabalha pelo país e por isso é reeleito”. O resto são balelas.