sexta-feira, setembro 28, 2012

Alberto João, sempre ele …



Alberto João Jardim desafiou o Governo de Passos Coelho a ter a coragem de permitir um referendo na Madeira sobre a autonomia da região. Uma vez mais quis agitar o "papão da autonomia". Mas atenção, o que ele queria mesmo era realizar o referendo apenas na Madeira. Ou seja, queria perguntar aos madeirenses qualquer coisa como “se eles (nós, os "cubanos", o Governo da República) não nos derem melhores condições para enfrentar a difícil situação que atravessamos queremos, ou não, ser independentes?”.

Alberto João é capaz de ter arriscado demasiado. Primeiro porque a haver um referendo ele poderia ser a nível nacional e, neste caso, não creio que o resultado fosse ao encontro da pressão que, mais uma vez, está a fazer. Depois, porque mesmo a nível interno as vozes discordantes das suas políticas (sobretudo agora que as dificuldades apertam) têm aumentado.

O desafio pode não ser a melhor estratégia. É que, um dia destes, alguém pode fartar-se e dizer "Muito bem, querem ser independentes? Fazemos-lhes a vontade ...”.