segunda-feira, junho 22, 2009

É um escândalo!

Antes de mais devo dizer que tenho uma grande admiração quer pelo economista quer pelo homem. Há muitos anos que respeito Silva Lopes e foi, exactamente por isso que, quando recebi o mail com o título desta crónica e com o que mais lá vinha escrito, antes de desatar a escrever a minha indignação, procurei informar-me sobre o que havia de verdade nesta mal-amanhada lixeira.

E fui encontrar esse esclarecimento ao lugar exacto onde constava que o Dr. Silva Lopes era o novo Administrador da EDP Renováveis, no próprio sítio da empresa na net.

Aos 77 anos, o licenciado em finanças pelo ISCEF José Silva Lopes, ex-Administrador da Caixa Geral de Depósitos, ex-Director do Gabinete de Estudos e Planeamento do Ministério das Finanças, ex-Ministro das Finanças, ex-Ministro do Comércio Externo, ex-Governador do Banco de Portugal e ex-Presidente do Conselho de Administração do Montepio Geral (de onde saiu, ao que consta, com uma indemnização de quatrocentos mil euros), está finalmente na situação de reforma mas devidamente aconchegado por diversas pensões de reforma que acumula. Contudo, descansou por pouco tempo. A EDP Renováveis foi-o buscar e vai, por certo, pagar-lhe mais uns generosos milhares de euros.

Não é a sua competência que está em causa, claro. Mas, para quem tem publicamente assumido a posição que deveria haver uma maior moralização da sociedade, uma melhor distribuição de riqueza e, inclusive, uma redução dos salários mais elevados, esta contratação não deixa de ser estranha, no mínimo.

E, confesso, de Silva Lopes esperava outra atitude. Nunca pensei que, logo ele, se deixasse enlear nesta teia de ex-políticos que vão assumindo, sucessivamente e sem pudores, tachos atrás de tachos.