quinta-feira, junho 25, 2009

História mal contada

Soube-se ontem que a Portugal Telecom pretendia comprar 30% da Media Capital (que controla a TVI que, por sua vez, não pára de afrontar o Governo e José Sócrates).

Convém, porém, esclarecer os que não estejam tão à-vontade com o assunto, que o Estado (que tem um governo liderado justamente por José Sócrates) tem uma pequena participação accionista na PT.

Pequena – apenas 500 acções – mas que, apesar de diminuta, faz toda a diferença. É que essas poucas acções, chamadas da categoria A, também conhecidas por “golden share", conferem ao Estado o poder de eleger um terço do número total de administradores, incluindo o presidente. Mas não só. Permitem, ainda, ao Governo vetar alterações de estatutos, aumentos de capital ou emissão de obrigações e outros títulos de crédito e ter direitos especiais na definição da estratégia e políticas para a empresa na definição de compra e venda de empresas.

Com estes poderes todos cabe na cabeça de alguém que o Governo não foi informado pela Administração da PT da intenção de compra? Ninguém acredita, pois não?

Bem pode José Sócrates jurar que desconhecia a eventual aquisição. Pode até dizer o Estado não se mete em negócios de privados, mas a verdade é que toda a gente é levada a pensar que ali “anda mão do governo” para fazer calar uma voz incómoda.

A não ser que, com tanta suspeita, o negócio tenha morrido já.