sexta-feira, novembro 28, 2014

REQUINTE! Criativos procuram-se ...



Calculo que o imaginário dos publicitários seja infindável. Mas eu não sei se as "pérolas" que às vezes se vêm por aí são da autoria de publicitários ou se saem "orgulhosamente" das cabeças dos proprietários de certas empresas.

Nos arredores de Lisboa, em duas localidades diferentes, dei de caras com uma pastelaria que dá pelo nome de "REQUINTE E DOÇURA" e com um talho denominado "BRILHO E REQUINTE". Originais os nomes, não? Mas a ligação que estabeleci entre ambos foi a palavra REQUINTE que, como sabem, significa "apuro" ou "perfeição meticulosa e exagerada".

Em relação à "REQUINTE E DOÇURA", pastelaria e padaria com fabrico próprio, não tenho dúvidas que os seus bolos (com creme ou não) são doces, de magnífico aspecto e de um apuro doceiro (requinte) sem qualquer mácula. Já quanto ao "BRILHO E REQUINTE", o talho, que vende frangos, hambúrgueres, panados de perú, cabeças de borrego e de porco e, a não esquecer, a "fressura" (para quem não sabe, são vísceras comestíveis de rês, um pitéu apreciado por muitos), fiquei com algumas dúvidas. Tal como na pastelaria, não duvido que todos os produtos vendidos pelo talho sejam de primeiríssima qualidade (daí, talvez, o tal requinte). Onde receio não ter chegado é quanto ao brilho que o nome indica. A não ser que se refira aos belos exemplares de enchidos e de aves que chamam a atenção de quem lá entre.

Apesar de todo o REQUINTE (e da originalidade dos nomes), continuo a achar que "Criativos procuram-se" ...