terça-feira, fevereiro 03, 2015

Sem gravata ...



Independentemente do que possa vir a acontecer na Grécia, depois da histórica vitória da coligação de esquerda radical Syriza, liderada por Alexis Tsipras, nas eleições legislativas da semana passada - se o Syriza vai ou não cumprir os acordos celebrados com a troika ou se vai ou não sair da União Europeia, do Euro ou da NATO - o que o Governo Grego nos mostrou é que existem outras maneiras - e mais céleres - de se conseguirem resultados. Por exemplo, num dia houve eleições, no dia a seguir, às onze da manhã, já havia uma coligação, ao meio-dia já estava um Primeiro-Ministro (sem gravata) indigitado, à uma hora tomou posse e ao fim da tarde apresentou o Governo.

Isto passou-se na Grécia. E em Portugal como é? Por cá tudo tem o seu tempo. Demasiado tempo, por sinal. Há gravatas mas não há pressas.

Até entendo que haja alguma formalidade nestas coisas de Estado. Mas tanta e ... com tanta demora?