quarta-feira, abril 15, 2015

Ai se eu soubesse antes ...



Só uns tempos depois de eu decidir que tinha que perder uns quilitos é que soube que há uns quantos países que subsidiam os seus cidadãos para emagrecerem. Porém, cá pelo burgo, embora digam que a maioria da população tem excesso de peso, lá arranjar uma motivação (umas "massas") para a rapaziada a emagrecer é que já é uma outra conversa.

Pois na Grã-Bretanha - onde mais de dois terços dos adultos são obesos - o Serviço Nacional de Saúde decidiu, para evitar gastar 6 milhões de euros por ano no tratamento de doenças provocadas pelo excesso de peso, lançar um programa que oferecerá isenções fiscais e vales-compra a quem emagrecer.

No Dubai, o Estado oferece um grama de ouro (cerca de 25 euros) aos habitantes por cada quilo perdido.

Em Itália, numa cidade do norte do país, o município - também para combater a obesidade - ofereceu 50 euros a quem conseguisse emagrecer três quilos num mês (quatro quilos para os homens). Se após emagrecerem os cidadãos conseguirem manter o peso durante cinco meses consecutivos ganham mais 100 euros e se conseguirem durante um ano ganham 500 euros.

Claro que por cá, e embora se oiça recorrentemente que se gasta menos dinheiro na prevenção do que no combate às doenças provocadas pelo excesso de peso, continuamos como sempre. Prevenção só se - nós próprios - tivermos a coragem e a determinação suficientes para, estoicamente, fecharmos a boca (que é como quem diz, sabermos comer) e mexermos o corpinho, que o exercício só faz bem à saúde.

Imaginem se eu tivesse ido para o Dubai. Certamente que hoje estaria mais esbelto e com a carteira muito mais recheada ...