quarta-feira, junho 08, 2011

Entre abelhas e ventos de mudança


Desde que o “Por Linhas Tortas” foi criado, a sua linha editorial, chamemos-lhe assim, nunca privilegiou os meus gostos partidários ou clubísticos. São assuntos meus e, como tal, reservo-os para as minhas próprias reflexões.


Contudo, não me coíbo de comentar ou divulgar factos e aspectos que, mesmo podendo estar no âmbito daquelas matérias, possam suscitar alguma curiosidade. Como os que passo a relatar, ocorridos no último domingo, dia de eleições legislativas.


Na freguesia de Cabril, concelho de Castro Daire, a população, devido ao estado miserável em que se encontra a estrada nacional 225, decidiu boicotar a sala da votação e, assim, barraram a porta do edifício da junta de freguesia com pedras e barrotes de madeira logo depois de terem colocado no interior um enxame de abelhas para impedir o acesso dos eleitores à sala. Bem se poderia dizer, neste caso, que as abelhas que nos dão o mel não gostam lá muito de eleições.


Mas da noite do último domingo a frase de que eu mais gostei não esteve presente nos discursos dos líderes dos partidos concorrentes às eleições. Saiu da boca do conhecido humorista Ricardo Araújo Pereira, no programa “O Governo Sombra” da TSF. Dizia assim:


“… Eu venho para celebrar porque perdeu o partido que pôs Portugal na bancarrota e ganhou o partido que aprovou o Orçamento, o PEC I, II e III do partido que pôs Portugal na bancarrota. Perdeu o partido que se comprometeu com a troika e ganhou o partido que se comprometeu com a troika. O que eu pedia é que fechassem a janela que eu não aguento tanto vento de mudança …”.



1 Comments:

At quarta-feira, junho 08, 2011 3:31:00 da tarde, Anonymous Paula said...

Ora... é isso mesmo! Granda RAP!!!

 

Enviar um comentário

<< Home