quarta-feira, junho 25, 2014

Bebo ou não bebo? Vou pensar no assunto ...



Um relatório da Organização Mundial de Saúde conclui que cada europeu bebe, em média, 12,4 litros de álcool por ano, enquanto que em Portugal, a média é de 13,4 litros. Numa lista de 34 países, Portugal surge em nono lugar no que se refere à média anual de consumo de álcool per capita. Por outro lado, Portugal revela ser um dos países com mais abstémios, o que indicia elevado consumo dos que bebem.

Como não fazia a mínima ideia da quantidade de álcool bebo por ano, pus-me a fazer contas e, assim por alto (por norma só bebo vinho tinto e, quase sempre só aos almoços de fim-de-semana), digamos que dois copos a cada uma destas refeições, já ultrapassam a quantidade média atribuída a cada português. Se acrescentarmos umas quantas cervejas nos dias mais quentes e uns uísques em dias especiais, dou-me conta que figurarei na lista dos que consomem mais. Estarei, portanto, a abusar do álcool e isso - em princípio - não é bom. Porém, ao que se sabe, a ingestão de vinho pode trazer benefícios à saúde do ser humano, nomeadamente pelo seu efeito antioxidante e por actuar beneficamente nas paredes das artérias. Aliás, desde há muito que está associado ao bem-estar e longevidade.

Voltemos ao relatório da OMS. O que a pesquisa não divulgou (mas sabe-se que é assim), é que os que bebem mais mostram sinais inequívocos de regeneração contínua dos neurónios e melhor memória de curto e longo prazo bem como maior rapidez de raciocínio e de reacções. Como reforço da tese que a ingestão de álcool faz bem, o jornal britânico Daily Mail, anunciou que cientistas descobriram que idosos que bebem uma quantidade moderada de álcool possuem 30% menos probabilidade de desenvolver demência e 40% menos de sofrer de Alzheimer do que aqueles que não consomem esse tipo de bebida.

"Anyway" (que é uma expressão de que eu gosto particularmente ... sobretudo quando já bebi um pouco mais), a utilizar-se a ironia, poder-se-ia dizer que "antes bêbado que demente". Vou, pois, pensar no assunto ... Mãos aos copos!