quarta-feira, julho 29, 2009

Portugueses não desistem de fazer férias lá fora


Afinal, depois de há tempos se ter sabido que uma boa parte dos portugueses não ia sair de casa este ano para fazer férias, as notícias ontem divulgadas pelos agentes de viagens parecem contradizer tal tendência.


Não só saem de casa como saem para o estrangeiro. Apesar da crise e apesar dos perigos de contágio da gripe A, a verdade é que os portugueses não desistem de fazer férias no exterior.


E os números aí estão para o demonstrar. O turismo para Marrocos e Turquia aumentou mais de 200%, para Cabo Verde 150%, para a Bulgária 130%, para Cuba e para a Jamaica 30% e para Espanha cerca de 20%.


E porquê toda esta correria para destinos mais ou menos longínquos, porventura bem mais dispendiosos, em vez de preferirem ficar por cá? As explicações são várias mas a que mais deve pesar na decisão é que se conseguem fazer oito dias de férias na estranja por uns módicos 750, 900 ou mesmo 1 000 euros por pessoa, consoante o destino e a duração da viagem.


E por cá? Com excepção da Madeira, que também registou um acréscimo de quase 23%, o nosso principal destino turístico – o Algarve – tem cada vez menores taxas de ocupação que nem o próximo mês de Agosto irá disfarçar.


Há muito que se reclama – e o “Por Linhas Tortas” tem feito eco dessa vontade – que os preços no Algarve têm que ser mais apelativos para os portugueses. Mas não só os preços. Têm que melhorar igualmente a simpatia e o atendimento por forma a que não nos sintamos como intrusos no nosso próprio país. Para além do mais, hotelaria e restauração devem perceber de uma vez por todas que os turistas do mercado interno estão cá o ano inteiro e os outros podem vir ou não.


E para que se entenda bem o que está em jogo, basta olhar para os preços que hoje eram publicitados na net por um dos maiores operadores do mercado. Dizem respeito a duas “ofertas light”, como lhe chamam:


- 899,00 euros por pessoa para Varadero, Cuba, em regime de “Tudo Incluído”. Ou seja, passagens aéreas, transfers e hotel de 4 estrelas com tudo incluído.


- 233,00 euros por pessoa para o Algarve, em hotel de 4 estrelas em regime de alojamento e pequeno almoço.


Sim, eu sei que ainda há uma diferença de 666,00 euros por pessoa. Mas se considerarmos as distâncias e tudo aquilo que se gasta com o transporte (cá), alimentação e a quantidade de águas e cervejas que se vão consumir por causa do calor, já viram que a diferença não é assim tão grande?


E depois, como diz um amigo meu “Há vidas mais baratas … mas não prestam”!