quinta-feira, julho 09, 2009

Uma óptima ideia


Ora aí está. Porquê pagar mais se poderemos ter o mesmo com menores gastos.



E a ideia é o verdadeiro ovo de Colombo.



Se já era mais acessível viajar nas companhias aéreas de baixo custo, as conhecidas “low cost”, daqui a pouco ainda vai ser mais económico.



Segundo fez constar, a companhia irlandesa Ryanair está a estudar a possibilidade de vender bilhetes de avião a passageiros que estejam dispostos a viajar de pé em rotas de pequeno curso (até hora e meia de voo) e em aviões adaptados à nova realidade. A troco desse pequeno incómodo os custos poderão ser reduzidos em 20%. Bom, não é? E melhor, as pessoas não viajarão forçosamente de pé uma vez que terão à sua disposição bancos idênticos aos de um balcão de bar.



Este é a notícia boa. A má é que, em contrapartida, poderá haver taxas adicionais a pagar (os baixos custos muitas vezes não são assim tão baixos). Pensa-se que serão os passageiros a levar a sua própria bagagem até ao avião, que haverá a cobrança de uma libra para a utilização da casa de banho durante o voo e que será introduzido um “imposto de obesidade” para os passageiros com excesso de peso.



Enfim, são os custos da … redução de custos.



2 Comments:

At quinta-feira, julho 09, 2009 12:21:00 da tarde, Anonymous Anocas said...

Com tantos extras, a viagem só sai barata se não levarmos bagagem, se viajarmos de pé, se não comermos nada, se não formos à casa de banho, se ..., se..., se... Nesse caso, o melhor é ficar em casa se o dinheiro escassear e, quando sobrarem uns trocados, ir então viajar mas cómodamente instalados !

 
At quinta-feira, julho 09, 2009 12:46:00 da tarde, Anonymous provocador said...

A criatividade e inovação é tudo, como diz o nosso Primeiro-Ministro.

Cá por mim, se as companhias aéreas fizerem uma reduçãozinha de preço para levarmos um passageiro ao colo, estou perfeitamente de acordo.

Só tenho uma condição. Deixem-se escolher a pessoa, ok?

 

Enviar um comentário

<< Home