sexta-feira, fevereiro 26, 2010

A Teoria da Conspiração


Por agora estão dispensados de lerem as minhas opiniões sobre as escutas ou sobre os polvos e os seus tentáculos que (alegadamente) se aprontam para asfixiar a comunicação social.


Hoje prefiro dissertar sobre a teoria da conspiração que, se o desejarmos, também poderemos aplicar ao tema que, como disse, não quero abordar neste momento.


Para melhor me documentar sobre a matéria, procurei na net e não foi necessário pesquisar muito para saber um pouco mais sobre o assunto.


Segundo a Wikipédia “a Teoria da conspiração é um termo usado para referir qualquer teoria que explica um evento histórico ou actual como sendo resultado de um plano secreto levado a efeito geralmente por conspiradores maquiavélicos e poderosos. As teorias da conspiração são muitas vezes vistas com cepticismo e por vezes ridicularizadas, uma vez que raramente são apoiadas por alguma evidência conclusiva … no final do século XX e inícios do XXI, as teorias da conspiração tornaram-se um lugar-comum nos meios de comunicação, o que contribuiu para o conspiracionismo emergente … Acreditar em teorias da conspiração tornou-se, assim, num tema de interesse para sociólogos, psicólogos e especialistas em folclore …”


Nem sempre as explicações da Wikipédia são as mais convincentes. Neste caso, porém, o resultado veio ao encontro do que eu próprio penso sobre tantas matérias que são publicadas na comunicação social. Vejamos duas delas:


- Caso Figo – Ninguém tem dúvidas de que o Figo, em troca daquele pequeno-almoço com o primeiro-ministro, ganhou um contrato milionário assinado nessa mesma tarde. Como se sabe o ex-jogador não tem nem nunca teve contratos chorudos com marcas ou empresas. Este foi o primeiro e, para isso, só lhe bastou “pequenalmoçar” com o Chefe e dizer publicamente que o ia apoiar.

Vocês acreditam mesmo nisto? Não ponderam, por um momento sequer, que o Figo é um cidadão sério, que tem as suas opções políticas e que este contrato não foi, necessariamente, a contrapartida de um favor? Ah, e quanto ao facto de ter assinado o contrato no mesmo dia do pequeno-almoço não poderia ter acontecido simplesmente porque o Figo não reside cá e quis rentabilizar o tempo? Não é aceitável que assim tenha sido?


- Caso jogo FCP – Braga – A dar-se o caso de eu ter visto o mesmo jogo do que as pessoas que agora conjecturam que ali “houve gato”, devo dizer-lhes que aquilo a que assisti foi a uma equipa (a do FCP) a jogar um belíssimo futebol e a humilhar a equipa bracarense que estava irreconhecível nessa noite. Em toda a partida só se viu FCP e o resultado final de 5-1 a favor dos dragões foi inteiramente justo. Só que, de imediato, as vozes se levantaram e logo veio à baila mais uma teoria da conspiração. Domingos Paciência, treinador do Braga é um produto do FCP, onde foi jogador um ror de anos e ele pretende ser o substituto do actual treinador dos azuis, Jesualdo Ferreira. Para mais, muitos dos jogadores do Braga estão lá emprestados pelo Porto. Posto isto, o que mais seria necessário para o “caldinho” estar montado?


Daí eu perguntar. Será que estamos a ficar paranóicos? Será que vemos em tudo a maldita “teoria da conspiração”? Ou será que, simplesmente, continuamos a ser burros?


Afinal, em que ficamos?