terça-feira, maio 10, 2011

Demitam os partidos


Acabei de ver o programa “Prós e Contras” da RTP1 e fiquei completamente desanimado em constatar, uma vez mais, que não existe qualquer possibilidade de entendimento entre os responsáveis dos partidos do arco do governação (como agora se diz) que permita a que este desgraçado país venha a ter um governo forte que possa executar o programa elaborada pela troika internacional. E seria bom que os políticos pensassem a sério na trapalhada em que andam metidos, porque se não cumprirem o programa eles não nos vão emprestar o dinheiro para solucionar os nossos problemas imediatos e de médio prazo. Não vão mesmo.


São as trocas de acusações, é a agressividade desmedida, são os reiterados juramentos que com aquele ou aqueles políticos e/ou partidos não há possibilidade de entendimento. Já não há pachorra. É uma vergonha que deveríamos sentir enquanto cidadãos e uma imagem que damos à Europa que reforça a ideia que já têm de nós que nos devem olhar com desconfiança.


Razão tinha um dos participantes quando afirmou que a única forma de resolver esta situação era demitir os partidos. Estou quase a concordar com ele.