sexta-feira, novembro 04, 2011

Não sei onde é que ele vai buscar estas ideias!



Com o fim-de-semana à vista e enquanto as leis laborais continuam a ser discutidas e não nos obrigam a ir trabalhar aos sábados, vamos fazer um esforço adicional para ultrapassar as dificuldades. COM HUMOR! Nesse sentido, (só não sei se é mesmo humor ou …) transcrevo, com a devida (e divertida) vénia um excerto de uma crónica publicada recentemente por Ricardo Araújo Pereira. Dizia assim:


“… Ufa! Que sorte. Portugal livrou-se de um primeiro-ministro que dava o dito por não dito, faltava às promessas e impunha sucessivas medidas de austeridade, cada uma mais dura que a anterior. É bom olhar para trás, recordar esses tempos longínquos e suspirar de alívio. Para o substituir, os portugueses escolheram um primeiro-ministro que dá o dito por não dito, falta às promessas e impõe sucessivas medidas de austeridade, cada uma mais dura que a anterior. Trata-se de um conceito de governação tão diferente que, por vezes, parece que estamos a viver num país novo.
Quem vive em democracia tem de estar preparado para estas mudanças radicais”.


Não sei onde é que o Ricardo foi buscar estas ideias!