quarta-feira, setembro 30, 2009

E então, nada …

Já em Julho do ano passado Cavaco Silva sobressaltou os portugueses com o anúncio de uma comunicação ao país. Ninguém sabia (nem pouco mais ou menos) o que se iria passar, se os espanhóis tinham invadido o Alentejo, se tinha sido descoberto petróleo em Peniche ou se ele se iria demitir. Resultado, Cavaco só queria informar o país que não estava de acordo com aquela história do Estatuto dos Açores apresentado pelo Governo. Interrompeu ele as suas merecidas férias para, afinal, dizer nada que verdadeiramente interessasse ao Zé-povinho.


Como não aprendi com o sucedido, o anúncio de novo discurso para a abertura dos telejornais da última noite voltou a deixar-me nervoso. Tanto mais que, desta vez, adivinhava-se que a “inventona” das escutas e da demissão do assessor presidencial iriam, finalmente, ser explicadas em pormenor. Mais, pressentia-se que, de uma vez por todas, os culpados teriam nomes e as muitas dúvidas que perpassavam pelas cabeças de todos iriam ser clarificadas.


Nada disso. O Presidente foi agressivo, confuso, deixou todos com mais dúvidas ainda e não deu azo a que houvesse contraditório, por mais pequeno que ele fosse. Depois do comunicado “fechou a loja” e todos ficámos com montes de perguntas entaladas na garganta.


Foi um discurso estranho com justificações demasiadas. Pergunta-se, tanta agitação para isto?

1 Comments:

At quinta-feira, outubro 01, 2009 12:01:00 da manhã, Anonymous Vexata said...

Será que há segredos de estado que não estão protegidos por qualquer antivírus, pago claro ? Faltará fazer o diário "upgrade"? - Se for este o caso, será porque não paga ao Panda ou a outro bicho qualquer há uns quantos meses? Ou será que não tem pago ligação à PT ?

Será que são só segredos pessoais? Serão as cartas do Dias, ou os artigos do público ... e os não publicados do expresso ?

Tenho mais 1001 perguntas, mas como não é bacalhau, ou será que é bolo rei?

Acho que tenho, mesmo, dúvidas para esclarecer! Mas em mim isso é normal, nele é que não, pois raramente as tem!

Talvez tenha desde ontem ao jantar! Ou será que se enganou mesmo, pela 1ª vez? Não claro
que não ...?

Alguém conhece alguém que o perceba?

 

Enviar um comentário

<< Home