segunda-feira, outubro 26, 2009

O ambiente agradece

Todos sabemos que a água é um bem escasso e que temos que a usar parcimoniosamente. E, em minha opinião, as pessoas já vão tendo alguma consciência dessa necessidade.

Porém, quando se toma conhecimento que uma ONG brasileira – a SOS Mata Atlântica – incentiva a prática do chichi durante o duche, é natural que alguns de nós possamos ficar um tanto ou quanto surpresos.

Digo alguns porque, segundo o resultado de um inquérito realizado na internet, cerca de 75% dos entrevistados admitiram que costumam fazer chichi enquanto tomam duche.

A grande questão, portanto, está em avaliar se com medidas deste tipo estamos, ou não, a preservar o ambiente. Dizem os especialistas que cada descarga de autoclismo chega a gastar 12 litros de água e que, consequentemente, seriam utilizados qualquer coisa como 4 380 litros de água potável por pessoa e por ano. Isto se cada cidadão se limitasse a um único chichi por dia, o que é altamente improvável.

Ainda que os tais peritos garantam que o chichi na banheira é inofensivo, embora o recomendem no início do duche, a verdade é que, culturalmente, não estamos para aí virados.

Quem sabe se a solução não passa por novos mecanismos de fluxos de água nos autoclismos ou pelo reaproveitamento de águas já utilizadas em banhos anteriores?

A propósito, lembro-me de uma antiga colega, recém-divorciada, a quem o ex-marido deixou duas filhas e uma longa lista de dívidas para pagar que, perante as dificuldades em satisfazer os compromissos, teve que “meter” um empréstimo ao Banco. Recusado o pedido deram-lhe, no entanto, algumas dicas para diminuir as despesas e poder começar a satisfazer os compromissos. Uma delas, a sugestão para que ela e as filhas só tomassem banho uma vez por semana.

Ora aí está uma boa maneira de pouparmos água. O ambiente agradece. A higiene pessoal é que não.