quinta-feira, março 14, 2013

Cuidemos da saúde ... façamos férias



Noutras épocas, quando ainda nos era permitido sonhar, em Março, mais coisa menos coisa, começava-se a pensar em férias. Projectavam-se destinos ou ansiava-se, simplesmente, por tempos de lazer, que passavam muitas vezes por umas semanas de praia. Hoje as coisas estão mais difíceis, a falta de dinheiro obriga-nos a outras prioridades e as férias foram secundarizadas, quando não esquecidas.

Mas o Mundo não pára e, recentemente, realizou-se a Feira de Turismo na FIL e, em breve, será a vez da Abreu mostrar o seu pacote turístico para 2013/2014. Temos que voltar a sonhar em fazer de férias até porque, para além do lazer e da cultura, ir de férias faz bem à saúde.

É isso mesmo que conclui um estudo britânico que comparou a saúde das pessoas que fizeram férias com a daqueles que ficaram em casa e continuaram a trabalhar.

Segundo o estudo, "ir de férias é benéfico porque contribui para a redução da pressão arterial, alivia o stress, melhora a qualidade do sono e, em última instância, rejuvenesce o nosso corpo". Esmiuçando, a pressão arterial daqueles que foram de férias diminuiu 6%, ao passo que a dos trabalhadores que se mantiveram nos seus escritórios subiu 2% durante o mesmo período. A qualidade do sono das pessoas que descansaram num país estrangeiro melhorou 17%, ao contrário do que aconteceu com a outra metade do grupo, na qual se observou uma diminuição na ordem dos 14%. A capacidade de recuperar do stress aumentou 29% naqueles que foram de férias mas registou-se uma quebra de 71% nos que ficaram em casa. As férias contribuíram, ainda, para que o grupo que viajou assinalasse uma diminuição significativa nos níveis de glicose no sangue, o que contribuiu para a redução do risco da diabetes e obesidade e melhoria do humor e dos níveis de energia.

E então, o que é que estamos à espera para melhorar a saúde e voltar a sonhar?